GUIA DE GUERRILHA PARA DIMINUIR A EVASÃO NA SUA UNIVERSIDADE

GUIA DE GUERRILHA PARA DIMINUIR A EVASÃO NA SUA UNIVERSIDADE

  • Post Category:Educação

A evasão em universidades é um cenário recorrente nos últimos anos, em meio ao dinamismo tecnológico e as mudanças econômicas. Reter e integrar alunos exige bastante jogo de cintura por parte das universidades, por isso que usar dados para entender seus clientes, te ajuda a propor estratégias para gerar maior valor e permanência dentro do campus.

Esse guia vai te mostrar as melhores práticas para a sua universidade e aumentar o índice de retenção através de boas práticas.

Nesse post, vamos conversar sobre:

  • Um panorama geral;
  • Integrando alunos;
  • O uso dos dados a favor da universidade;
  • Boas práticas para 2020;

 

Um panorama geral

O mercado de educação vem crescendo diariamente junto com os avanços tecnológicos e o dinamismo do consumidor. Segundo a notícia retirada do G1, dados do IBGE mostram que em quatro anos o total de empresas ativas no país teve queda de 6,73%, enquanto o segmento educacional teve crescimento de 37,5%.

O modelo de educação tradicional, vem perdendo espaço diariamente por se distanciar das atuais gerações, que por sua vez, são altamente conectadas, buscando se relacionar com temas atuais que ajudam no aprendizado diário por meio de novas tecnologias.

O crescimento das startups, impulsionou novos métodos e disciplinas, voltadas não apenas para a formação de alunos no mercado de trabalho, mas também para o ensino acadêmico, o EAD vem ganhando mais espaço a cada momento por facilitar aos usuários mais flexibilidade no seu dia a dia.

Em 2018, uma pesquisa realizada pela The Future of jobs, estima que em 2022, 54% da população mundial irá precisar atualizar seus conhecimentos e obter novas habilidades para atuar no mercado de trabalho.

Nesse momento, passamos a pensar, como integrar os alunos da sua instituição.

Integrando alunos

A constante exigência de desenvolvimento de novas habilidades e conhecimentos, muda a forma como aprendemos, pois passamos a aprender coisas diferentes de formas diferentes, por meio de testes, experiências, projetos e muita “mão na massa”.

Busque dar maior ênfase nas habilidades digitais e ao empreendedorismo educacional, saiba como lidar com pessoas colaborativas, desenvolver competências sócio-emocionais criativas, fazer uso da empatia com inteligência e oferecer aos alunos plataformas otimizadas para facilitar o ensino.

Entenda como as informações podem  integrar seu público dia após dia no seu campus.

O uso dos dados a favor da universidade

Com a ajuda de softwares existentes no mercado é possível entender toda a vida acadêmica do aluno, como as suas notas, interações com portais institucionais, faltas e status financeiros.

Através dessas informações pense em boas práticas que ajudem a sua gestão a reter melhor os alunos, utilize as informações para montar estratégias específicas que podem ser usadas para integrar seus alunos e diminuir a evasão, faça uso de novas tecnologias para melhorar o desempenho dos setores que possuem maior contato com seus alunos, como a secretaria e o setor financeiro, diminuindo assim as barreiras para a resolução de problemas acadêmicos, fator existente no dia a dia universitário.

Boas práticas para 2020

A evasão no ensino superior é considerada um problema bastante complexo, resultante de uma série de fatores diversos, que pesam na decisão do estudante em permanecer, ou não, no curso.

Todo problema possui uma solução, a evasão pode ser contida, conforme orientações abaixo:

1 – Invista em uma boa infraestrutura, crie bibliotecas virtuais auxiliando os estudos de forma prática, rápida e fácil.

2 – Realizar atividades extraclasse despertam a criatividade, além de estimular a busca pelo conhecimento, deixando o aluno mais motivado.

3 – Estimule o desempenho acadêmico dos alunos, ofereça nivelamento, monitoria, tutoria e videoaulas, mudando o destino de um aluno que está prestes a evadir.

Conclusão

A tecnologia possibilitou várias ferramentas que ajudam a automatizar vários processos, e interagir com o aluno, melhorando a qualidade no atendimento.

A educação deverá aproveitar os impulsionadores de toda a transformação, pois atualmente é importante saber qual o motivo de precisarmos de algo, seja um conhecimento ou habilidade e analisar o desempenho da aprendizagem através de dados personalizados e inteligentes, em um modelo de aprendizagem colaborativa.

Referências

A PERSPECTIVA do mercado educacional para os próximos anos. [S. l.]: Rafael – Terra, 2019. Disponível em: https://www.terra.com.br/noticias/dino/a-perspectiva-do-mercado-educacional-para-os-proximos-anos,88ac631258953e2e85de995f6c20e9728f2m1dox.html. Acesso em: 5 dez. 2019.

ARBULU, Rafael. Entrevista | Como as edutechs estão revolucionando a educação e a indústria. 2019. Disponível em: https://canaltech.com.br/carreira/entrevista-como-as-edutechs-estao-revolucionando-a-educacao-e-a-industria-136045/. Acesso em: 5 dez. 2019.

SILVEIRA, Daniel. Em meio à crise, mercado de educação é o que mais cresce em número de empresas no Brasil, diz IBGE. [S. l.]: G1, 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/06/26/em-meio-a-crise-mercado-de-educacao-e-o-que-mais-cresce-em-numero-de-empresas-no-brasil-diz-ibge.ghtml. Acesso em: 5 dez. 2019.

Deixe uma resposta